terça-feira, 15 de abril de 2014

- traduções da nossa landa!

Juro que não entendo o que se passou de errado com algumas traduções de nomes de países:

-> EngLand - Inglaterra
-> IreLand(ou EireLand) - Irlanda
-> NederLand - Holanda

Portanto, "Land" de England foi traduzido para "terra", mas já a Irlanda e a Holanda não tiveram a mesma sorte. Deduzo que a pessoa que fez a tradução estaria com pressa e achou por bem colocar apenas um "a" depois de "Land".

Ou seja, "terra" está para "landa" como os filhos para os enteados!


Há mais países e mais traduções destas, mas fiquemos por aqui, para já.

domingo, 13 de abril de 2014

- Tirar fotos usando Tablets

Adoro ver aquelas pessoas q tiram fotos na rua com tablets... Questiono-me se um dia destes, quando for comum haver TVs de 50'' com câmara fotográfica, também a vão trazer para a rua para meia dúzia de fotos.

quarta-feira, 9 de abril de 2014

- Bipolaridade tuga...

Desculpem a honestidade e talvez um pouco de falta de patriotismo mas se há um superpoder que o tuga tem é o de passar do 8 ao 80 – ou então sofre de bipolaridade!
O tuga passa o dia todo a reclamar da vida e de tudo o resto mas depois de repente, assim do nada, dá-lhe uma arritmia e passa imediatamente a um estado inacreditável de euforia, superando o seu próprio record máximo de valores da sua taxa de bazófia!

A minha opinião é que o tuga em geral é muito bom naquilo que faz. Acredito mesmo nisto, especialmente agora que vivo no estrangeiro há uns anos, mas no entanto, acho que muitos tugas talentosos por aí usam o seu talento da forma mais estúpida possível, o que não é benéfico para os tugas menos talentosos – embora estes se calhar não se apercebam.

É cómico? É, inquestionavelmente!
Mas infelizmente o país está cheio de cómicos e uma coisa é comédia, outra é estupidez. E infelizmente nenhuma destas duas vai melhorar a situação atual.

Digo isto porque ainda há pouco reparei nesta música que toda a gente já fez questão de partilhar no facebook:

Mastiksoul, Rui Unas & Luciana Abreu - "Dança do Campeão"
http://youtu.be/mYUK7Ra71AM
Pessoalmente gosto do trabalho deste DJ angolano - o Mastiksoul - também gosto bastante do wannabe angolano - Rui Unas – e em relação à outra… bom, vamos dizer que também gosto das amigas que traz penduradas ao peito!

Continuando, os 3 são artistas talentosos, no entanto os "artistas" por quem esta música tenta torcer não são nem de perto nem de longe os artistas que precisam de apoio e ânimo! A cultura deles está nos pés e essa cultura não nos vai safar.

Poucas horas depois de ter encontrado este som, encontrei uma notícia que deu então origem a este pensamento catatónico e a este texto que escrevi em apenas 5/7 minutos.

“Portugal entre os campeões do sobreendividamento”
http://expresso.sapo.pt/portugal-entre-os-campeoes-do-sobreendividamento=f864867
 (o que significa que continuará a ser, em 2015, uma das cinco economias com dívida pública líquida superior a 100% do PIB, segundo as projeções do FMI – Who cares, right? – tragam mas é uma mini que tá quase a começar o mundial e a Luciana já “Abreu” a festa com esta música!)

Somos os campeões? Somos, mas não do que vocês queriam.

Aproveito para pedir para repararem que Portugal não está no topo da lista do endividamento, mas sim, na do Sobreendividamento... Que é aquele endividamento que se sobrepõe a ele próprio, portanto. Uma espécie de endividamento em “Doping” como se diz no futebol quando os jogadores jogam p'ra caraças!

Queria só deixar mais uma nota, e peço desculpa à língua Portuguesa pois eu próprio lhe mando uns valentes pontapés de vez em quando, mas acabei de reparar que o meu dicionário do Microsoft Word acusa que “sobreendividamento” é na verdade uma palavra composta por justaposição, o que significa que leva hífen – Traduzido por miúdos: leva tracinho: “sobre-endividamento”.
(há por aí alguém com cunha no Expresso que possa alertar os senhores? Ou será que com o sobreendividamento não havia dinheiro para um dicionário de português?)


Faço então um apelo: vamos usar o talento ao serviço do bem e não ao serviço da estupidez? Não deixem de fazer coisas engraçadas mas tenham cuidado porque entre o engraçado e o estúpido há um limite muito anorético…