quarta-feira, 10 de setembro de 2008

- Bom dia? ... nao tenho a certeza!

Há dias que fico pensativo quando alguém me diz "bom dia" ou "boa tarde" com má cara e por isso decidi partilhar este meu pensamento...


Vamos por partes:

É suposto dizermos "bom dia" como um desejo, certo? do género "Epa, eu desejo-te um dia porreiro!!!". Daí leva-me a concluir que algumas pessoas(nomeadamente as que "desejam 1 bom dia" de trombas) não pensam! Acho até que essas pessoas usam a expressão "bom dia" com uma certa falsidade, do género "Epa, bom dia o caraças... quero lá saber!".

E EU, sou uma delas... inconscientemente, mas sou!
Pessoalmente fui educado a desejar os bons dias ás pessoas, como forma de boa educação(hoje que penso nisso, questiono se quero continuar a ser bem educado) e agora é algo automático no meu dia a dia. Digo sem pensar. Estranho é que quando digo "bom dia" não estou minimamente interessado(na maioria dos casos) que as pessoas tenham dias bons ou maus... é apenas um "olá" disfarçado e dividido em duas palavras. mas se não o disser, vou ser tomado como mal educado! dilemas...
Não sei se prefiro que não me digam "bom dia" ou que mo digam mas com má cara!



Outra coisa que me tem andado a morder o pensamento é a questão do "tudo bem?!".
Quantas vezes passo por algumas pessoas pelas quais conheço mas não tenho(ou não quero ter) tema de conversa e para não passar por mal educado(outra-vez!?) e em alternativa ao "bom dia - que não desejo" digo em tom de pergunta: "tudo bem!?"... e não é que a pessoa responde em tom de pergunta: "tudo bem!?" ?
virando costas, seguimos os nossos caminhos simplesmente ignorando que cada um fez uma pergunta e não recebeu a resposta... é estúpido no mínimo, não?
mais uma vez é estranho e o mais grave de tudo é que não nos interessa minimamente se está tudo bem, são apenas formalidades... aparências.
Penso que esta é uma daquelas alturas onde o "quem cala consente" não se aplica.
Se cada vez que me perguntassem se está tudo bem, eu respondesse "não..." e começasse a falar dos problemas ou de tudo o que me ocupa a cabeça de modo a nao me deixar estar bem, nunca mais dali saíamos.
Num destes dias ia de viagem e a pessoa que ia a conduzir, caiu na asneira de perguntar a uma senhora que estava na cabine da portagem da auto-estrada se estava tudo bem. Resultado.. tivemos quase 2minutos a ouvir que a senhora tinha tido um acidente, ficou sem carro, a outra pessoa diz que não paga e o seguro nunca mais analisa o caso... e com aquilo tudo, as buzinas quase começaram a soar a trás de nós pois começávamos a causar transito por causa de um "tudo bem" que era escusado dizer pois não queríamos saber se tava tudo bem com a mulher ou não...

não sei... é a tal historia, se dizemos podemos ouvir o que não queremos.. e se não dizemos passamos a ser pessoas mal educadas.

A partir de hoje vou tentar educar-me para dizer apenas "Olá!".

vou vou...